top of page
pea - banner - site -2.png
  • Foto do escritorTudo Sobre Pós-graduação

Por uma relação saudável entre orientadores e orientandos

A relação entre orientador e orientando é uma das mais importantes e significativas na pós-graduação. O orientador é o responsável por guiar e acompanhar o orientando durante todo o processo de pesquisa e produção científica, e deve estar disponível para ajudar em todas as etapas do trabalho.


Essa relação deve ser baseada na confiança e na transparência, para que o orientando se sinta à vontade para compartilhar suas ideias, dúvidas e dificuldades. É importante que o orientador esteja sempre disposto a ouvir e orientar o orientando, e que esteja presente para dar suporte emocional, além de técnico.


Para que a relação entre orientador e orientando funcione bem, é fundamental que ambos estejam comprometidos com o trabalho. O orientando deve estar disposto a se dedicar ao projeto de pesquisa, seguir as orientações do orientador e buscar conhecimento para enriquecer o trabalho. Já o orientador deve ser um profissional experiente, capaz de oferecer orientações precisas, críticas construtivas e apoio ao orientando.


Além disso, a relação entre orientador e orientando deve ser pautada pelo respeito mútuo. O orientador deve respeitar as ideias e opiniões do orientando, e ajudá-lo a desenvolver suas próprias habilidades de pesquisa e escrita. Por sua vez, o orientando deve respeitar a experiência e o conhecimento do orientador, e estar aberto a críticas e sugestões.


Ou seja, a relação entre orientador e orientando na pós-graduação deve ser baseada na confiança, transparência, comprometimento e respeito mútuo. Quando essa relação funciona bem, ela pode ser uma das mais enriquecedoras e transformadoras da carreira acadêmica do orientando, e contribuir significativamente para o desenvolvimento da ciência e da sociedade como um todo.


Comments


bottom of page