top of page
pea - banner - site -2.png
  • Foto do escritorTudo Sobre Pós-graduação

Tenho perfil para fazer mestrado?

Iniciar um mestrado e tornar-se um pós-graduando é uma decisão importante que envolve muitas variáveis, às quais você deve se atentar no seu processo decisório, pois envolve você, sua família, sua situação financeira, sua trajetória acadêmica, dentre outras.


Vejamos algumas dessas variáveis:


Você é recém-formado ou se formou há muito tempo?

Fez iniciação científica ou nunca teve contato com pesquisa, durante a graduação?

Fará sua pós-graduação ao mesmo tempo em que trabalha ou concorrerá a uma bolsa de estudos?

Caso não conquiste uma bolsa, haverá condições de se manter sem ela, durante o curso?

Continuará na mesma instituição e cidade ou migrará para outra, em outro Estado?

Seguirá com o seu orientador da graduação ou prefere desenvolver a sua pesquisa com outro professor?

Continuará sua pesquisa antiga, aprofundando-a, ou começará algo novo?

Tem filhos?

Vive só?

Tem um relacionamento?


Percebe quanta coisa você precisa colocar na balança para realizar uma boa tomada de decisão?

A opção por cursar uma pós-graduação envolve escolhas. Para que tudo saia da melhor maneira possível, você precisa de um bom planejamento.


E planejamento, nesse caso, é fundamental para o seu sucesso, tanto na aprovação quanto na execução de sua trajetória acadêmica.


Se você é uma pessoa jovem, recém-formada, que fez iniciação científica e pretende continuar na mesma faculdade, com o mesmo orientador, na mesma área de pesquisa e, além disso, tem o apoio financeiro de sua família, não haverá muitos problemas, afinal, você dará “continuidade” ao estilo de vida que já leva.


Sendo assim, é só procurar o edital do programa de pós-graduação, lê-lo de cabo a rabo e se preparar.


Por “continuidade”, como dito anteriormente, entenda como algo estritamente relacionado ao seu estilo de vida. As exigências e as cobranças de uma pós-graduação são muito diferentes das da graduação.


Agora, se o seu caso não for similar ao relatado acima, você precisará se sentar e colocar no papel tudo que estará disposto a fazer para ter o seu título de mestre e/ou doutor.


Comece respondendo a estas duas perguntas:

1 – Por que eu quero fazer uma pós-graduação?

2 – Tenho perfil para seguir uma carreira acadêmica?


Responder estas duas perguntas é fundamental, por isso, vamos tentar "iluminar" os possíveis cenários.

Você pode querer fazer uma pós-graduação porque é o seu sonho seguir uma carreira acadêmica como professor; ser um pesquisador científico; conseguir um aumento salarial no seu emprego atual; aprofundar-se numa área do conhecimento de sua preferência, ou simplesmente continuar sua trajetória de estudos.


Independentemente de qual seja a sua resposta, você precisa estar ciente do que vai encontrar e se tem o perfil necessário para este encontro. Assim, começamos a responder a pergunta 2.


Existem características pessoais e intelectuais que são desejáveis para quem pretende seguir uma carreira acadêmica como pesquisador científico, entre as quais se encontram: Curioso, Criativo, Comunicativo, Metódico, Autônomo, ter Integridade intelectual, Solucionador de Problemas, Paciente, Persistente, Proativo.


Denominamos esse conjunto de 10 características pela sigla 3C - MAIS - 3P, que são as letras iniciais de cada palavra. Você pode ler mais sobre isso no texto Quais são as principais características de um cientista?


Além disso, optar por uma pós-graduação stricto sensu implica em passar dois anos fazendo mestrado e caso haja uma continuidade no doutorado, são mais quatro anos.


São, portanto, mais seis anos de estudos aprofundados e de alto nível, na sua área do conhecimento.


Há, também, uma série de atividades que deverão ser cumpridas nesse período. São elas:

- cursar disciplinas

- fazer relatórios

- coletar e tratar dados

- escrever projetos

- fazer estágio em docência

- coorientar colegas

- participar de reuniões

- ler e escrever artigos

- participar de congressos

- passar pela banca de qualificação do projeto

- escrever e defender uma dissertação ou tese


Como você pode imaginar, muitas destas atividades ocorrem ao mesmo tempo. Tudo isso, porém, tem um prazo de conclusão pré-determinado, que se encerra na data da defesa da dissertação ou da tese, o que exige, portanto, um alto grau de organização.


É neste jogo que você está se disponibilizando a entrar e estas são as regras. Você deve conhecê-las e aceitá-las, caso queira, de fato, ser um pós-graduando e tornar-se um pesquisador. Obviamente, não se espera que você entre no mestrado “formatado”. Pelo contrário, você estará em formação.

Para isso, contará com a parceria de um professor orientador, que funcionará como um guia, sinalizando os caminhos que você deverá seguir. Ou seja, você não estará sozinho.


Este é o percurso que quase todos os pós-graduandos percorrem. Cada história tem suas particularidades, mas, no geral, este é o cenário.


Este texto faz parte capítulo 3 do nosso e-book "Mestrado E Doutorado: Um Guia Completo de Preparação para os Processos Seletivos". Clique na imagem abaixo para conhecer melhor o nosso material.


Comments


bottom of page