• Tudo Sobre Pós-graduação

Pós-graduação e a Síndrome de Burnout

A Síndrome de Burnout é um distúrbio psíquico de caráter depressivo, precedente de esgotamento físico e mental intenso, é definida por Herbert J. Freudenberger como "um estado de esgotamento físico e mental cuja causa está intimamente ligada à vida profissional". O termo pode ser traduzido como “queimar por completo”, “estar acabado”.


significado da síndrome de burnout

Sua principal característica é o estado de tensão emocional e estresse crônicos provocado por condições de trabalho físicas, emocionais e psicológicas desgastantes.


Originalmente o termo era restrito aos profissionais de áreas como saúde e educação, no entanto, o conceito de burnout foi expandido para todos os tipos de profissões e grupos ocupacionais, dentre eles os estudantes.


Burnout em estudantes de pós-graduação

O ambiente acadêmico, especialmente o da pós-graduação, é caracterizado por estímulos múltiplos, competitividade, cumprimento de metas o que estabelece uma rotina de cobranças, obrigações, tensões e exigências.


A pós-graduação, especificamente a stricto sensu, exige do indivíduo um grande esforço uma vez que o estudante terá que desenvolver várias atividades de alto desempenho.


A produtividade acadêmica, dedicação exclusiva, por muitas vezes sem um apoio financeiro, a ênfase em publicação – tanto no âmbito nacional quanto no internacional e a falta de estabilidade profissional podem gerar um estado de esgotamento mental.


Além da carência de recursos e do ambiente competitivo, lidar com a pressão dos prazos, conciliar as inúmeras atividades acadêmicas e as incertezas em relação ao futuro profissional também podem ser considerados fatores estressantes.


Quando as condições de estresse são persistentes e crônicas para os sujeitos, estes podem desenvolver a síndrome de burnout.


Veja o nosso post com dicas super úteis sobre como sobreviver à pós-graduação!


10 estágios da Síndrome de Burnout

1. Dedicaç